"; PlayWin.document.write(winContent); PlayWin.document.close(); // "Finalizes" new window // UniqueID = UniqueID + 1 // newWinOffset = newWinOffset + 20 // subsequent pop-ups will be this many pixels lower }

Quinta-feira, Abril 10, 2008

Produtividade segundo a Google

Há muita gente a falar de produtividade no trabalho. Nós fomos observar como fazem os verdadeiros especialistas na matéria. Eis o que descobrimos em Zurique: gostei da sala do data-show, com música ao vivo. Quando teremos nós empresários inteligentes em Portugal?
Clique nas imagens para ampliar.
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique
Google em ZuriqueGoogle em Zurique

Etiquetas: , ,

Sábado, Janeiro 05, 2008

A globalização à portuguesa

"A lavoura nacional não passa dos 700 Kg de trigo por hectare, enquanto que os franceses produzem 5 mil Kg por hectare".

Esta é a parte que os nossos políticos gostam de contar, para justificar à populaça os magros vencimentos nacionais, comparados com os da europa.
Aqui vai o resto da história, que os mesmos políticos não gostam de contar, para não se colocar em causa os magros rendimentos dos políticos europeus, quando comparados com os dos nossos governantes:

"Os 700 Kg de trigo nacional destinam-se ao consumo humano, e os 5 mil Kg de trigo francês destinam-se a fazer biodiesel, para transportar o trigo nacional para os franceses fazerem o seu pão.
Para os camiões não virem vazios, trazem trigo francês para os portugueses fazerem o pão de que necessitam para continuar a produzir os seus magros 700 Kg.
Quanto ao preço do pão, esse fica mais caro aqui, porque alguém tem que pagar o biodiesel que os camiões gastam para fazer a troca".

Etiquetas: , , ,

Quinta-feira, Maio 03, 2007

Eugénio Rosa e a produtividade



Pode-se assim dizer que, para aquilo que os trabalhadores portugueses recebem, ainda têm uma produtividade superior à média comunitária.

...Em relação à produtividade do capital o silêncio tem sido absoluto. E isto porque falar desta produtividade tornaria visível, a nível da opinião publica, a responsabilidade dos empresários. Entre 2000 e 2004, segundo o INE, a produtividade do capital diminuiu em Portugal nas empresas com menos de 100 trabalhadores em -36,8% e, mas com 100 ou mais trabalhadores, a quebra atingiu -43,2%. A produtividade do trabalho embora tenha aumentado pouco (0,6% ao ano), cresceu sempre.

Excertos de: Eugénio Rosa,
BANCO DE PORTUGAL ABANDONA A INDEPENDENCIA
publicado por O diário.info em 29 de Abril de 2007

Etiquetas:


hits: