"; PlayWin.document.write(winContent); PlayWin.document.close(); // "Finalizes" new window // UniqueID = UniqueID + 1 // newWinOffset = newWinOffset + 20 // subsequent pop-ups will be this many pixels lower }

Quinta-feira, Julho 02, 2009

Porto - Teatro infantil

Teatro Fidra

O que é que fazem duas marionetas antes do espectáculo começar? Ao descobrirem que ambos se mexem e falam como as pessoas, Marocas e Bilocas decidem contar tudo aquilo que já viveram, para se conhecerem melhor um ao outro. É nesta conversa, mantida num palco sem público, que os bonecos partilham segredos, demonstram receios, revelam sonhos, enquanto o Homem não chega.
Vizinhos de personagens como o Lobo Mau, a Cinderela, o Gato das Botas e vítimas das maldades de duas bruxas, eles vão tentar perceber como vivem as pessoas: as grandes e as pequeninas. Serão os seus mundos tão diferentes dos deles? Saberá um boneco seguir o seu coração? Poderá uma boneca vestida de seda ter sonhos de menina?

Teatro Fidra



Mais informações: Grupo de Teatro Fidra

Etiquetas: , ,

Segunda-feira, Junho 01, 2009

Marisa - O mundo cruel faz de ti o que não és!

Porque hoje é o Dia Mundial da Criança (AF)


Imagem criança

O mundo cruel faz de ti o que não és!
A tão jovem idade que se escapa,
Que se esconde por debaixo da capa
Não do como és, mas sim daquilo que és.

E tornas-te adulto mas não maturo
E é difícil ouvir tuas preces!
Tens o que te dão, não o que tu mereces!
Sorriso tão inocente, olhar tão puro!

Teu sorriso de mentiras repleto,
De contentos tua vida é movida,
Alegrias escuras são mentira

Um sorriso estanque de tão incompleto
Pôs-te alguém nos subúrbios da Vida?
Não! Mas também ninguém daí te tira!



Marisa, No limiar das palavras, 14 de Maio de 2009

Etiquetas: , ,

Domingo, Junho 01, 2008

José Afonso - Bairro Negro

Olha o sol que vai nascendo
Anda ver o mar
Os meninos vão correndo
Ver o sol chegar


Menino sem condição
Irmão de todos os nus
Tira os olhos do chão
Vem ver a luz

Menino do mal trajar
Um novo dia lá vem
Só quem souber cantar
Virá também

Negro, bairro negro
Bairro negro
Onde não há pão
Não há sossego


Menino pobre o teu lar
Queira ou não queira o papão
Há-de um dia cantar
Esta canção

Se até da gosto cantar
Se toda a terra sorri
Quem te não há-de amar
Menino a ti

Se não é fúria a razão
Se toda a gente quiser
Um dia hás-de aprender
Haja o que houver


Zeca Afonso:

Bairro Negro


Texto: Lyrics Time™
Som: Musikalidades

Etiquetas: , , , ,

Terça-feira, Dezembro 18, 2007

Adriana Calcanhotto e as crianças

Um fenómeno musical junto das crianças.

Adriana é suave e sabe captar a atenção de milhares de jovens recorrendo a melodias que as encantam. (MR)

Etiquetas: , ,

Sexta-feira, Junho 01, 2007

Dia Mundial da Criança

Etiquetas:

Sexta-feira, Abril 06, 2007

O olhar de uma criança

"Olha-me rindo uma criança
E na minha alma madruga.
Tenho razão, tenho esperança
Tenho o que nunca me basta.

Bem sei. Tudo isto é um sorriso
Que é nem sequer sorriso meu.
Mas para meu não o preciso
Basta ser de quem mo deu.

Breve momento em que um olhar
Sorriu ao certo para mim...
És a memória de um lugar,
Onde já fui feliz assim."


Poesias Inéditas de Fernando Pessoa

Etiquetas: ,


hits: