"; PlayWin.document.write(winContent); PlayWin.document.close(); // "Finalizes" new window // UniqueID = UniqueID + 1 // newWinOffset = newWinOffset + 20 // subsequent pop-ups will be this many pixels lower }

Quinta-feira, Janeiro 07, 2010

F.William Engdahl - Corrupção na OMS

OMSDurante o último decénio, a OMS criava as chamadas «alianças entre os sectores público e privado», com o objectivo de incrementar os fundos à sua disposição. Mas em vez de receber fundos provenientes apenas dos governos dos países membros da ONU, como estava previsto no princípio, a OMS recebe actualmente das empresas privadas cerca do dobro do orçamento que habitualmente lhe estabelece a ONU, sob a forma de bolsas e ajudas financeiras.

De que empresas privadas provêm esses fundos? Dos mesmos fabricantes de vacinas que beneficiam de decisões oficiais como a adoptada em Junho de 2009 sobre a urgência pandémica da gripe H1N1. À semelhança dos benfeitores da OMS, os grandes laboratórios têm as suas entradas em Genebra com direito a um tratamento de «portas abertas e carpete vermelha» [19].


Original: Réseau Voltaire
Tradução: ODiario.info

Etiquetas: , , ,

Sábado, Abril 04, 2009

A crise, é só para alguns

Graças à Transparência na Administração Pública, agora podemos entreter-nos a ver para onde é que andamos a pagar os nossos impostos.

Eis aqui um exemplo de uma pesquisa:

NIF /Nome entidade adjudicante
504597221 /Matosinhos Habit - MH
NIF /Nome entidade adjudiatária
502370351 /A construtora de Pedroso Lda.
Objecto do contrato(descrição sumária): Reparação de porta de entrada do edifício
Preço do contrato (Euro): 142.320,00 €
Prazo de execução (dias): 1 /Local de execução: Matosinhos

NIF /Nome entidade adjudicante
600037584 /Escola Superior de Educação de Lisboa
NIF /Nome entidade adjudiatária
505212315 /Serralharia Bastos Unipessoal, LDA
Objecto do contrato(descrição sumária): Reparação de janelas/portas do 1º, 2º e 3º piso do Edifício Principal da Escola Superior de Educação de Lisboa
Preço do contrato (Euro): 38.130,00 €
Prazo de execução (dias): 40 /Local de execução: Lisboa

Trocando em miúdos, podemos verificar que, enquanto a Serralharia Bastos Unipessoal, LDA trabalha durante 40 dias na reparação de todas as portas e janelas do edifício da ESE de Lisboa, por 38 m€, a Construtora de Pedroso, Lda, num só dia "reparou" 142 m€ na porta de entrada de um edifício.

Isto sim, é que é aquilo que podemos chamar de PRODUTIVIDADE!

Etiquetas: , , ,

Segunda-feira, Fevereiro 25, 2008

Alemanha - Combate aos paraísos fiscais

Paraísos fiscais

A Alemanha tem menos disponibilidades monetárias devido aos paraísos fiscais tais como o Liechenstein.
Os responsáveis alemães estão a pressionar o Liechtenstein a adoptar uma política fiscal mais transparente, enquanto decorre uma investigação em larga escala ao destino de dinheiros de alemães alegadamente escondidos neste paraíso fiscal dos Alpes.
Queremos declarar a guerra aos paraísos fiscais na Europa.
declarou Peer Steinbrueck, o ministro alemão das finanças, na edição de domingo do jornal de grande circulação, o Bild.
A queda de Klaus Zumwinkel - o prestigiado gestor da Deutsche Post e um dos homens de negócios mais conhecidos - assim como a revelação de que ele e outros homens prósperos na Alemanha estariam a usar o Liechtenstein para ocultar as suas receitas, causou uma onda de furor.
Peer Steinbrueck não mede as palavras quando se refere à evasão fiscal.

in Germany Wants Broader Tax-Haven Crackdown in Europe
publicado pelo Deutsche Welle a 23 de Fevereiro de 2008

Etiquetas: , , , ,

Terça-feira, Junho 05, 2007

Saldanha Sanches - entrada de leão...


...na província há casos de "captura" do Ministério Público pela estrutura autárquica.
Fonte: SIC online de 5 de Junho de 2007

Confrontado com o processo-crime apresentado ao Departamento de Investigação e Acção Criminal (DIAP), ficámos conhecedores de que a "captura" não significava subordinação, troca de favores.

- Não, meu querido amigo! Apenas uma muitíssimo ligeira falha deontológica, coisita praticamente insignificante que está longe de merecer a atenção da população. Nada de grande monta, dormi pois descansados, que não é caso para alarme nem justifica tanto alarido.

- Pois!

Etiquetas: ,


hits: