"; PlayWin.document.write(winContent); PlayWin.document.close(); // "Finalizes" new window // UniqueID = UniqueID + 1 // newWinOffset = newWinOffset + 20 // subsequent pop-ups will be this many pixels lower }

Segunda-feira, Fevereiro 18, 2008

Como a Química pode ser bela!

Este vídeo tem algumas incorrecções, por isso aqui vão umas palavrinhas.

O acetato de sódio é um sal branco cuja fórmula química é: NaCH3COOH.

Quando adicionado à água ele dissocia-se nos seus iões sódio, Na+, e acetato, CH3COO- (as cargas são representadas em expoente mas eu não consigo pô-las lá!). A este processo damos o nome de dissolução já que o sal desaparece no seio da água e obtemos uma solução transparente. Uma solução é uma mistura homogénea à escala molecular.

Ora, quando este processo acontece, o vaso que contém esta solução arrefece o que quer dizer que esta dissolução é um processo endotérmico, isto é, dá-se por absorção de calor preveniente da vizinhança do sistema. No vídeo dizem ser uma reacção exotérmica, que é o oposto!

Dada esta particularidade, se aquecermos o vaso com a água e o acetato de sódio, estaremos a fornecer-lhes calor. Isso vai implicar que a mesma quantidade de água que consegue dissolver uma certa quantidade daquele sal, se for aquecida, vai dissolver mais quantidade, de tal modo que ficamos com uma solução sobressaturada (onde não cabe mais sal e as partículas estão "apertadas" ) se baixarmos lentamente a temperatura.

No vídeo fazem isso, arrefecem com muito cuidado o sistema num frigorífico, não no congelador.

Ao retirarem o vaso que contém a solução sobressaturada, colocam-no com cuidado sobre uma mesa e ao tocarem na solução com um dedo ( podia ser com um objecto qualquer, podiam introduzir uns grãozinhos de areia ) desencadeia-se o processo de recristalização, rapidamente. Os cristais formados são aciculares e estendem-se por todo o espaço disponível arrastando consigo o sal que estava "a mais" dissolvido, agora à temperatura ambiente. É que para cada temperatura da água, esta só admite, aguenta, disponibiliza espaços, uma certa quantidade do sal, que por cada 100 grama de água - é a sua solubilidade. Então, o sal dissolvido, que está em tensão, em equilíbrio instável, sai da solução e volta ao seu estado sólido, cristalino, por isso, se diz que recristaliza.

Quanto a retirarem o "gelo" quente ele não é mais do que um bloco de sal cristalizado, à temperatura ambiente, nem sequer é gelado, talvez por esse motivo digam quente. Acrescento, ainda, que a água, solvente, é adsorvida à superfície dos cristais, passando a "água de hidratação" pelo que deixa de se ver separada deles.

O processo de adsorção é mais superficial do que o de absorção.

Seja como for é bonito!

Etiquetas: ,

Domingo, Fevereiro 03, 2008

Vídeos para o ensino da Física e da Química

Para professores de Física e de Química do Ensino Secundário existe um blogue muito interessante e de fácil compreensão, para ajuda ( ou não ) nas suas aulas das várias disciplinas.
A autoria é do Professor Carlos Portela.
Veja e satisfaça a sua curiosidade aqui.
Como exemplo extraímos este pequeno vídeo já legendado pelo autor do blogue:

Etiquetas: , , , ,


hits: