"; PlayWin.document.write(winContent); PlayWin.document.close(); // "Finalizes" new window // UniqueID = UniqueID + 1 // newWinOffset = newWinOffset + 20 // subsequent pop-ups will be this many pixels lower }

Terça-feira, Janeiro 12, 2010

A Dinamarca na Guerra ao Iraque

O governo dinamarquês não se comportou honestamente no caso da Guerra ao Iraque, registou o relatório. A comissão classificou a justificação dada pelo governo como "algo trapalhona", pois insiste na tese do desmantelamento dos arsenais de Armas de Destruição Massiva como motivo principal, muito depois de se ter percebido que o objectivo central foi o da mudança de regime. Davids e os restantes membros da comissão assinalaram também o facto de as agências de espionagem se terem apoiado quase exclusivamente em informações prestadas pelos seus colegas de outros países, mas suavizando os termos. O ministro dinamarquês, no entanto, não conseguiu transmitir ao parlamento esta distinção.


O relatório contestou a natureza defensiva dos lançadores de mísseis Patriot (fornecidos pela Dinamarca) estacionados próximo da fronteira do da Turquia com o Iraque, lembrando que tais fornecimentos sem o consentimento do parlamento são uma violação da lei constitucional.

Dutch government misrepresented case for Iraq war, NRCHandelsblad, 12 de Janeiro de 2010

Etiquetas: , ,

Sexta-feira, Março 20, 2009

Bancos e bónus

As palavras banco e bónus não devem ser usadas na mesma frase (Ministro dinamarquês das finanças).
NRC Handelsblad, 20 de Março de 2009

Congresso dos EUA aprova taxa de imposto de 90% sobre bonificações dos adminsitradores de bancos intervencionados.
The New York Times, 20 de Março de 2009


Etiquetas: , ,


hits: