Earth Observatory – O oceano verde na Namíbia

As águas do oceano ao largo da costa Norte da Namíbia tingiram-se de verde brilhante em Novembro de 2010. O espectroradiómetro de resolução média () da NASA, a bordo do satélite Terra, captou esta imagem em cores naturais no dia 21 do mês corrente.

Estes remoinhos de cor verde-brilhante ocorrem ao longo da plataforma continental fervilhando de actividade biológica. Manchas resplandecentes de fitoplancton são frequentes em zonas costeiras onde chegam águas ricas em nutrientes, oriundas das profundezas. A coloração ligeira destas águas oceânicas sugere uma cobertura de calcite dos cocolitóforos.

Mais a Sul, perto da costa da Namíbia, ocorrem também com frequência emanações de sulfureto de hidrogénio. Segundo um estudo publicado em 2009, as correntes oceânicas fornecem águas pobres em oxigénio a partir do Norte. As bactérias que decompõem o fitoplancton consomem oxigénio, privando ainda mais estas águas daquele elemento. Neste ambiente pobre de oxigénio, as bactérias anaeróbicas começam a produzir gás sulfureto de hidrogénio. Quando o sulfureto de hidrogénio chega às águas superficiais, mais ricas em oxigénio, dá-se a precipitação de enxofre puro na água. O amarelo do enxofre misturado com o azul profundo do oceano dá o verde brilhante.

A florescência de fitoplancton e as bactérias que o decompõe podem criar uma rede complexa ao longo da plataforma continental. Estas espirais verdes podem conter fitoplancton, enxofre, ou uma combinação de ambos.

Fonte: Earth Observatory, 23 de Novembro de 2010

Deixe um comentário

Tem que se Identificar para comentar.