Sexta-feira, Março 07, 2008

Joaquim Farias - Organização

Joaquim Farias: Organização

Coisas que acontecem! Ao deambular pelos blogs tropecei neste desenho do meu querido amigo, colega e último chefe, o Eng Joaquim Farias. A palavra "Avaliação" e a côr foram acrescentadas. O desenho ilustrava um dos aspectos das organizações. Não há dúvida que um desenho pode dizer mais que mil palavras. Um dia, Farias confidenciou-me que esta foi a apresentação mais política que alguma vez tinha feito. E, acrescentaria eu, foi a que me deu mais gosto passar para powerpoint.

Etiquetas: ,

3 Comentários:

At 23:00, Blogger Raul disse...

Colegas, para discutir estes e outros assuntos relacionados com a educação e com os professores, visitem a Sala dos Professores em www.saladosprofessores.com!
Já somos mais de 11.000 professores registados e a participar activamente no fórum! Juntem-se a nós e registem-se! Quantos mais formos mais alto se ouvirá a nossa voz da razão!

 
At 18:13, Blogger Ferrão disse...

Meus avós partiram de Portugal para
o Brasil nos anos 30(Manoel Maria e
Maria do Céo Ferrão),mortos há mais
de 30 anos. Não sabemos detalhes de
sua vinda para o Rio de Janeiro, o
que motivou. Não sabemos de que Re_
gião eram e se ainda temos represen
tantes da família vivos.Procurei pe
la Embaixada de Portugal,e o custo
do processo era demasiadamente one
roso,não cabendo em meu orçamento ,
mas gostaria,se possível,de Vossa
ajuda a fim do Conhecimento da his_
tória de minha família,e por que sinto uma ligação forte com Portu _
gal.

 
At 09:39, Blogger António Chaves Ferrão disse...

Caro chará
Os ferrões vêm todos da região de Viseu, porém, espalharam-se pelo mundo. Ainda no século XIX, houve um que arribou a Angola e lá fez toda a sua vida e lá acabou por morrer. Os deste blog descendem desse ramo da família, que agora se divide entre Angola e Portugal. Eu nunca fui à terra natal deste meu antepassado (avô paterno), mas sei que era de Pindelo.
Só o conhecimento do nome completo permite pesquisar os registos de nascimento/casamento nas aldeias naquela zona. Pode até acontecer que haja outros descendentes que já tenham regressado a Portugal.
Boa sorte

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: