Quarta-feira, Novembro 28, 2007

De um conhecimento virtual a um almoço real

Barreiro

A conversa correu animada. A libertação dos condicionamentos bloguísticos e a teimosa persistência de constrangimentos temporais precipitaram cada um dos interlocutores num atropelo de palavras. Cada tema - já objecto de anteriores abordagens ou totalmente novo - caiu sobre a mesa sem rebuços ou cautelas preventivas.
Dois indivíduos totalmente desconhecidos ainda há dois anos atrás, com percursos territoriais distintos, sem intersecções no mundo académico, político ou artístico, que casualmente se encontraram na blogosfera, decidiram completar o cenário das palavras escritas com o de um verdadeiro restaurante e dar dispensa ao teclado.
De um lado da mesa, o autor de um fenómeno de comunicação digital: do outro um simples amador. Ao longo de meses cada um foi dando a conhecer-se; quase sempre de forma indirecta pelas posições assumidas. Ilustrando o facto de que mais fica por declarar que o que é declarado, está a confusão do almoço.
De uma forma extrovertida e bem disposta, o campeão - dezasseis anos mais jovem - desentrelaçava episódios de vida que enformaram as suas opções principais. No meio de flagrantes contrastes, sobressaiu o cuidado de não perder, entre aquilo que foi abdicado, a firmeza de princípios, a confiança no valor singular do conhecimento e o apego à liberdade de expressão, que, pela forma como cultiva no seu site, facilmente se identifica como a sua imagem de marca.
E assim a hora de convívio pareceu tão fugaz como a passagem de um avião.

Etiquetas:

3 Comentários:

At 00:12, Blogger Paulo G. disse...

O meu relato ainda está em gestação.
Um texto que tinha quase preparado foi traído por uma falha de ligação e precisou de ser semi-refeito.
Só a esta hora o acabei de vez.

 
At 08:34, Blogger António Chaves Ferrão disse...

Paulo G.
Espero poder retribuir um dia a Super Bock no outro lado da Ponte Vasco da Gama.

 
At 09:09, Blogger António Chaves Ferrão disse...

Porque foi impossível identificar o autor do comentário nº3, tive que apagá-lo. Anónimos não são permitidos por aqui.

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: