Quarta-feira, Setembro 19, 2007

Os raciocínios da nossa ministra da educação

Maria de Lurdes Rodrigues não merece tanta atenção, é um facto, mas eu não me contenho, sou do tipo sanguíneo - também é verdade - e tenho algo para dizer!

MLR disse hoje que a DECO procura protagonismo quando investiga em 20 escolas a qualidade do ar que lá se respira e outras coisas que eu não ouvi. Que 20 escolas não são mil e tal, etc.

Mas MLR também se esqueceu, concerteza das suas aulas de probabilidades, nas quais deve ter aprendido que para se estudar determinado fenómeno, ou facto, se fazem as ditas amostragens aleatoriamente ou seguindo determinados parâmetros.

Portanto ela não tem a noção do que diz nem do que fala e é arrogante, convencida!
Pois eu tenho, na minha escola, uma qualidade do ar má, para não dizer péssima, devido a indústrias que a envolvem e que, não respeitando a legislação, emitem gases poluentes pelas redondezas. Dias há que tem que se fechar as janelas para não aspirar o cheiro a soja de uma fábrica de rações bem perto dali. A soja não faz mal dirão! Pois é, mas dá vómitos e náuseas quando se respira aquele ar parado!

Mais os telheiros da minha escola são de Lusalite ainda e contêm amianto, substância cancerígena e proibida de utilizar nos tais telheiros! O problema é quando eles têm muitos anos e começam a desfazer-se! A Deco referiu igualmente a existência destes telheiros.

Pois é, quem está a mentir não é a DECO mas MLR que não deve saber o que é o amianto mas pode perguntar antes de falar, para não fazer má figura!

Aceito que é muito dispendioso trocar aqueles telheiros todos de uma só vez mas o que MLR deveria ter dito era que iria auscultar o problema e tentar resolvê-lo, se não de uma vez por todas, pelo menos devagarinho!

Etiquetas: ,

2 Comentários:

At 23:10, Blogger Elisabete Ferrão disse...

Quando faltar pouco tempo para as eleições,pode ser que se façam as trocas, todas ao mesmo tempo e em cima da cabeça dos alunos.

 
At 09:56, Blogger José Ferrão disse...

Enquanto não for ela a respitar os fumos industriais e o amianto, o problema não é assim tão grave.
Mais interessante, seria estudar entre os milhares de escolas que ela já fechou, quantas é que estavam poluídas; e aquelas que ainda não fecharam e que estão menos poluídas, essas que se cuidem!

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: