Terça-feira, Julho 17, 2007

José Sócrates ensaia velhas práticas

José SócratesNada fere mais a autonomia intrínseca à democracia que a intromissão de pessoas alheias a quem será afectado pelas decisões. No domingo passado, por motivo do mais normal exercício do jornalismo, ficou vergonhosamente demonstrado até onde pretende ir a direcção do Partido Socialista na domesticação de sectores que esmorecem o seu entusiasmo pelo Chefe. É certo que o PS ganhou em todas as freguesias de Lisboa, mas pressentindo que o entusiasmo seria insuficiente para saciar a fome de consagração da vitória, lá foi refrescando velhos procedimentos de longa tradição em Portugal. O sorriso de espanto e de incrudelidade de Pacheco Pereira, em directo na televisão, deve ter sido o mesmo que o de milhões de portugueses que àquela hora de domingo assistiam a tão insólito espectáculo. Esperemos que se trate apenas de um ensaio a não repetir.

Etiquetas: ,

3 Comentários:

At 19:07, Blogger José Ferrão disse...

O problema da nossa democracia, é:

aqueles que são, não parecem;
os que parecem, não são;
os que são pagos para fazer a oposição, não a fazem;
os que fazem a oposição, não são pagos para isso;

E é no meio desta confusão, que os medíocres vão continuando a singrar, sem terem ninguém que lhes faça frente.
Quanto maior a altura, maior o tombo.
Cá estaremos para ver o resultado.

 
At 19:13, Blogger José Ferrão disse...

E acho muito bem que sejam os estrangeiros a fazer a festa.
Se nem o António Costa, nem o Fernando Negrão votam em Lisboa, porque é que haviam de ser os lisboetas a fazer a festa?
Aliás, pelo andar da carruagem, qualquer dia lisboetas é coisa que irá deixar de haver.
Senão, vejamos: o António Costa não conseguiu tantos votos como o número de eleitores que Lisboa perdeu desde as últimas eleições...

 
At 19:23, Blogger José Ferrão disse...

Correcção:
entre 2005 e 2007, Lisboa perdeu 12.212 eleitores inscritos, e a abstenção subiu 86.402 votos expressos.
A votação no estrangeiro António Costa, foi de 57.907, que é um número que não dá nem para encher o estádio da Luz.

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: