Quarta-feira, Junho 13, 2007

Ministra Educação vai ao Parlamento

"O PS aprovou esta terça-feira a audição da ministra da Educação em sede de comissão parlamentar, onde Maria de Lurdes Rodrigues será confrontada pela oposição com a recente polémica que envolve a Associação de Professores de Matemática, entre outras matérias.

Depois de no final do mês de Maio o PS ter aprovado a audição da ministra da Educação sobre o processo disciplinar movido ao professor de Inglês e ex-deputado do PSD Fernando Charrua, por um comentário à licenciatura do primeiro-ministro, esta terça-feira os socialistas voltaram a votar favoravelmente outros três requerimentos para ouvir Maria de Lurdes Rodrigues.

Um dos requerimentos, apresentado pelo PSD, requeria a audição da ministra da Educação para " o cabal esclarecimento" dos "estranhos factos" que envolveram a saída da Associação de Professores de Matemática da comissão de acompanhamento do Plano de Matemática.

No requerimento, os sociais-democratas referiam que, segundo informações divulgadas pela própria associação, o abandono " deveu-se ao facto de um director-geral do ministério da Educação ter convidado esta associação a deixar a referida comissão".

"Esta posição do senhor director-geral terá sido justificada com uma discordância pública que a Associação de Professores de Matemática assumiu relativamente a declarações da ministra da Educação sobre a aferição dos resultados imediatos do desenvolvimento do programa através dos resultados obtidos pelos alunos nos exames nacionais do 9º ano ", era referido no requerimento.

"É uma notícia extremamente grave ", afirmou o vice-presidente da bancada do PSD Pedro Duarte, considerando que é mais uma nota que demonstra "que o Governo convive muito mal com as críticas".

Outro dos requerimentos, apresentado pelo Bloco de Esquerda, sobre a mesma matéria solicitava igualmente a audição da ministra da Educação na Assembleia da República.

Durante a discussão dos requerimentos na comissão parlamentar de Educação, a deputada Cecília Honório justificou o pedido do seu partido por considerar que a saída da Associação de Professores de Matemática da comissão de acompanhamento do Plano de Matemática constituiu " uma sanção por delito de opinião".

O terceiro requerimento, da autoria do PCP, e que foi igualmente aprovado, referia-se às audição de Maria de Lurdes Rodrigues acerca das condições de acesso à categoria de professor titular.

"O que pode estar em causa é a exclusão de 20 mil professores do acesso à categoria de professor titular ", adiantou o deputado do PCP João Oliveira.

Pelo PS, o deputado socialista Fagundes Duarte justificou o voto favorável do PS à audição da ministra da Educação por ter " todo o interesse em que as matérias em causa sejam esclarecidas".

Assim, Maria de Lurdes Rodrigues deverá deslocar-se à comissão parlamentar de Educação antes das férias de Verão do Parlamento, altura em que será confrontada com as polémicas que têm envolvido o seu ministério ao longo do último mês. "

Fonte: TVNET/Lusa a 12 de JUlho de 2007

Etiquetas: ,

2 Comentários:

At 19:54, Blogger José Ferrão disse...

Para quem ainda não percebeu, há apenas duas coisas que não estão sujeitas a ser avaliadas por via dos resultados das provas de aferição:
a)a progressão dos alunos;
b)as políticas do Ministério.
Tudo o resto, meus amigos, tenham paciência...

 
At 10:13, Anonymous Olinda disse...

Espero que lhe façam muitas perguntas. Se não tiverem ideias para as questões leiam por favor os blogues de professores, que são mais de duzentos e questionam diariamente a angústia que se vive no país real.

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: