Quinta-feira, Junho 28, 2007

José Croca e Rui Moreira - Mecânica quântica para não-físicos

José CrocaComeço por pedir a indulgência do leitor para a minha prosa um tanto rude. Isto resulta do facto de não ser um homem de letras,...sou engenheiro de profissão.
Assim começa, à guisa de introdução, este conjunto de conversas registadas pelos autores e mantidas por um grupo amigos de várias formações, currículos profissionais e avaliações das questões da ciência, todos apaixonados pelo impacto que a mecânica quântica teve sobre o conhecimento em geral.(AF)
Faltam obras (do domínio da divulgação científica) não comprometidas, directa ou indirectamente, com dogmas religiosos, políticos, sectários, empresariais ou de qualquer outra origem. Presentemente assiste-se a um assalto sistemático à ciência por estas forças, mais ou menos ocultas.
...

...demonstraremos que estas ideias, que não nos permitem aceitar a existência de uma realidade objectiva, foram já superadas... Mostraremos que a desgastada interpretação corrente da física quântica pode e deve ser substituida por uma nova física causal e não-linear, onde o ponto de partida, o pressuposto fundamental, é a existência de uma realidade independente do observador.
...

Entendemos que, para se atingir um público mais amplo, seria útil apresentar uma versão, por um lado simplificada do ponto de vista formal, por outro mais fundamentada do ponto de vista histórco. Assim, nesta obra, procurou-se eliminar tanto quanto possível o formalismo matemático e desenvolver um pouco mais as origens históricas da ciência.
...

Como é sabido, muitas vezes a ciência é apresentada de um modo inteiramente acrítico, como um corpo de saber perfeitamente acabado, onde a dúvida não tem lugar; como uma aventura em que os bons ganham sempre, sendo o progresso um caminho perfeitamente definido, sem altos nem baixos. Esta visão pareceu-me reducionista e castrante.

Fonte: José R. Croca & Rui N. Moreira,
Diálogos sobre a física quântica - dos paradoxos à não-linearidade
publicado pela Esfera do Caos Editores em Maio de 2007

Etiquetas:

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home


hits: