Quinta-feira, Junho 28, 2007

Carta aberta ao Sr

Primeiro Ministro de Portugal
Excelência,

Queira em primeiro lugar, desculpar-me a ousadia de endereçar a Vexa esta missiva, com evidente prejuízo do escasso tempo que a coisa pública dispõe para a dedicação de Vexa.

No entanto, sinto que não é apenas meu direito, na qualidade de governado e contribuinte, como ainda meu dever, associando-me ao esforço nacional a que ascendeu a causa do combate ao défice, manifestar a minha discordância pela via judicial que Vexa escolheu para procurar resolver o diferendo que entendeu que existiria entre Vexa e um habitante da nossa blogosfera.

Assim como a muitos outros contribuintes, que continuam a aceitar com mais ou menos resignação, as medidas que têm orientado a acção do governo presidido por Vexa, na perseguição implacável ao mesmo défice orçamental que já justificou uma ditadura de quarenta anos, e que se prepara para repetir a proeza, não consigo resignar-me passivamente, a assistir a mais um prejuízo do défice, para pagar a advogados que se irão empenhar precisamente em silenciar uma voz que nada mais fez do que publicar documentos que, feitas as contas, já eram públicos antes de serem publicados.

O objectivo desta minha, que espero venha a tornar-se de muita gente, carta aberta é o de apontar a Vexa um caminho alternativo para resolver esta situação que pelo que nos é dado assistir, tem constituído um incómodo para a sua acção governativa.

Esse caminho existe, e se for acatado não apenas resolverá automáticamente os litígios que se preparam para invadir o nosso sistema judicial e incendiar a nossa comunicação social, como ainda por cima devolverá automáticamente a Vexa a dignidade a que a sua pessoa ascendeu no dia em que o partido que lidera ascendeu à maioria absoluta.

E em que consite esse caminho? Consiste simplesmente, em Vexa inscrever-se nas escolas que entender, de maneira a resolver de uma vez por todas, a legalidade do título académico que Vexa já ostentou e que se viu forçado a retirar.

E tudo isso, a expensas do erário público, isto é, sem custos para a sua pessoa. Trata-se evidentemente, de uma situação injusta para o resto da população portuguesa, mas mesmo assim fica mais barato à coisa pública do que a acção judicial que se está a preparar.

12 Comentários:

At 12:37, Blogger David Oliveira disse...

Pois é! e se eu a quiser subscrever como faço? ou não posso? ou é só um post?
Cumprimentos
David Oliveira

 
At 14:22, Blogger José Ferrão disse...

Eu acho que a ideia, é apenas utilizar esta caixa de comentários para subscrever.
Uma vez que cada um se torna responsável pelos comentários assinados, o comentário assinado já funciona como assinatura.
Entretanto, caso não funcione assim, talvez algum outro comentador adiante uma ideia diferente.
Obrigado,

 
At 16:02, Blogger David Oliveira disse...

Então ficou em falta e porque se trata de um post- porque assino sempre tudo e abomino todos os cobardes que se escondem atrás de anonimatos - deixar aqui o juízo de valor (apontar o dedo)que faço dessa abencerragem que é primeiro dos ministros: é uma personalidade sem escrúpulos, desprovido de carácter que fora nos States estava a responder perante o grande júri!por ser mentiroso, por ter utilizado um cargo público para obter vantagem ...
É preciso o Bilhete de Identidade? se fôr eu dou: nº, data de emissão, local, pais, naturalidade ...

 
At 20:59, Blogger Jorge Ferrão disse...

Inscreva-se o Sr. Primeiro!

 
At 21:00, Blogger Jorge Ferrão disse...

Boa ideia Zé!

 
At 21:53, Anonymous Anónimo disse...

SEUS GRANDES FILHOS DE PUTA...


A SEGUIR SERÃO VOCÊS TODOS...


NEO-FACISTAS....


CABRÕES DE MERDA...

ANORMAIS.....

 
At 21:54, Anonymous maria helena disse...

gostei, aprovo
:)

 
At 00:03, Blogger Mentiroso disse...

Esta mensagem foi removida pelo autor.

 
At 00:05, Blogger Mentiroso disse...

Petição ou carta, assim não dá. Experimenta o site
http://www.petitiononline.com/

 
At 09:53, Blogger António Chaves Ferrão disse...

Má sorte...
Durante bastante tempo foram permitidos comentários anónimos neste blog. A esperança era de que por esta via se pudesse aproveitar um ponto de vista inusitado e esclarecedor, algo que nunca nos tivésse ocorrido, e manter as portas todas abertas ao enriquecimento da discussão.
Logo havia de nos calhar isto para estreia.
Espero que a inscrição não seja um filtro demasiado empobrecedor.

 
At 13:27, Blogger José Ferrão disse...

http://www.petitiononline.com/caspmp/petition.html

Acabo de fazer o alojamento desta carta para prosseguir a subscrição pública.

O link, é o indicado acima.
Muito obrigado.
29 Jun 07

 
At 23:16, Blogger Jorge Ferrão disse...

Anónimo:
Típico de quem não gosta da verdade: Baralha tudo. Agora estou num blog facista.

Zé:
Já assinei.

 

Enviar um comentário

<< Home


hits: