Segunda-feira, Janeiro 15, 2007

Paul Roberts: os detidos de Guantânamo

Este artigo é sintomático do isolamento de Bush, por ter sido escrito por um antigo membro da administração Reagan. Contém referências a episódios históricos de golpes usados por administrações anteriores para forçar decisões do Congresso favoráveis a intervenções militares. Devido à sua extensão, retiro apenas dois excertos relacionados com Guantânamo.(AF)
PAUL CRAIG ROBERTS, secretário adjunto do Tesouro na administração Reagan
Toda a "Guerra ao terrorismo" de Bush está baseada em mentiras. O regime de Bush, desesperado por encobri-las, está agora a tentar impedir que as firmas americanas de advogados defendam os detidos de Guantânamo. O regime de Bush treme face à eminência de os cidadãos descobrirem que os detidos não são terroristas, mas peças de um orquestração com aquela designação.

A única razão que levou Bush a prolongar tanto as detenções sem julgamento é a de que não há acusações formadas. Os detidos não são terroristas. São adereços numa guerra forjada para encobrir a sua política hegemónica no Médio Oriente.

Excertos de:
Bush Must Go. Only Impeachment Can Stop Him
publicado em 15 de Janeiro por Counterpunch.

Etiquetas: ,

0 Comentários:

Enviar um comentário

<< Home


hits: